Você já deve ter escutado por aí a expressão “cidades inteligentes”. Se ainda não sabe o que é, a gente explica: são cidades que otimizam a utilização dos recursos, por meio da internet e da telecomunicação, para melhorar a vida das pessoas. Estamos falando de meio ambiente, mobilidade, energia ou qualquer outro serviço necessário.

 

Veja alguns pontos essenciais para que uma cidade seja considerada inteligente:

  • Ser voltada para o aumento da qualidade de vida dos cidadãos
  • Ter o envolvimento de stakeholders (universidades, empresas, ONGs)
  • Ser construída com base em planejamento
  • Deve otimizar a utilização de recursos

 

Um piloto do projeto já está sendo testado em Minsk, na Rússia. Desenvolvido pela Telensa, um aplicativo pode dizer aos motoristas exatamente onde e quando os espaços estão disponíveis, diminuindo as voltas no quarteirão para localizar uma vaga.

Quem faz o trabalho é um sensor instalado na rua. Se há um carro parado, ele detecta e anuncia a ocupação no aplicativo.

No Brasil, as cidades de Campinas – SP e Curitiba – PR já estão se destacando nessa busca por desenvolvimento tecnológico.

A cidade do interior de SP conta com cinco parques tecnológicos e cinco incubadoras de empresas, apresentando 4,9% de crescimento do número de entidades de tecnologia, mesmo em período de crise econômica. Conhecida como o Vale do Silício brasileiro, a região tem cerca de mil pesquisadores e empresas que somam mais de cinco mil colaboradores. Campinas também figura entre as cidades com maior índice de mobilidade: está aumentando os investimentos em veículos elétricos e a mobilidade sustentável.

Em Curitiba, alguns exemplos dessa evolução são os aplicativos desenvolvidos para facilitar a integração. Entre eles estão: o Curitiba 156, que possibilita ao cidadão acesso a uma lista de serviços públicos, como solicitações sobre iluminação pública, coleta de resíduos, transporte público; o Saúde Já, por onde o cidadão realiza o agendamento do primeiro atendimento e é direcionado a consultas, exames e serviços específicos; além de outros.

Curitiba está à frente no quesito urbanismo e se tornou referência para outros locais ao redor do mundo. A capital tem 100% de atendimento urbano de água e esgoto e toda a população urbana vive em áreas de médio e alto adensamento.

 

Consegue enxergar a importância das cidades inteligentes?

Viabilizar o crescimento das cidades para tornar os serviços mais eficazes e acessíveis à população é o objetivo principal. É por isso que elas estão ganhando cada vez mais espaço no mundo todo.

Principais ferramentas da inovação, a telecomunicação e a internet caminham de mãos dadas para que cidades, estados e países se desenvolvam cada vez mais.

Sua empresa também pode fazer parte dessa evolução tecnológica das cidades.

 

Fale com a gente:

☎ 27 3209-1101

📱 27 99830-0912

 

Fontes: InfraNews Telecom e Sebrae
Share:

TOP

Canal de atendimento
da Central de Negócios
27 99775-2199
Gostaria de receber novidades da LBRX
não obrigado
close-link